INÍCIO

contato

sábado, 15 de abril de 2017

BLOGUEIRO CELSO AMÂNCIO NA MIRA DO MINISTÉRIO PÚBLICO


O Ministério Público Estadual através da 1ª Promotoria de Justiça da cidade de Macau apura possíveis irregularidades no município envolvendo o Jornalista e blogueiro Celso Amâncio que atualmente é assessor de comunicação da prefeitura municipal de Macau na gestão do atual prefeito e também jornalista Túlio Lemos.
O MP apura a denúncia de que o blogueiro Celso Amâncio, que na verdade se chama, Celso Luiz Félix da Silveira, teria em gestões passadas praticado o crime de desvio de dinheiro público através de empresas contratadas com superfaturamento principalmente no período de carnaval, além de pesar contra o blogueiro na mesma denúncia atribuições de gratificações irregulares a própria mãe e cargos de funcionário fantasma para amigos e parentes.
                                         


Uma das vertentes que o MP investiga na denúncia é de que o amigo de Celso, chamadoJosemberg Gonçalves de Souza, mais conhecido como Berg, seria na verdade um laranja no esquema que Celso montou para garantir uma renda extra da prefeitura de Macau. Mesmo nunca residido e sequer trabalhado efetivamente na cidade de Macau e tendo sido morador até hoje da cidade de Natal o amigo laranja de Celso teria sido nomeado para um cargo comissionado no município com a finalidade de apenas repassar parte do seu salário ao blogueiro. O caso teria se iniciado no ano de 2015 e se estendido até o começo de 2016 conforme demonstra o contracheque de Josemberg.
 
Celso Amâncio e Josemberg Gonçalves (Berg)
                                      

Celso Amâncio também teria usado o nome da própria mãe doente para receber dinheiro indevido da prefeitura de Macau.

Outro viés do esquema de corrupção que teria sido montado por Celso Amâncio que o Ministério Público investiga segundo denúncias formuladas, é de que Celso para aumentar ainda mais sua renda na prefeitura de Macau teria colocado ilegalmente carga horária extra no nome da própria Mãe, Florisberta Félix da Silveira de 68 anos de idade, sendo que a mesma não poderia receber horas extras pois se encontrava afastada do trabalho por motivos de saúde, estando inclusive incluída no benefício de auxílio doença da previdência social. A mãe de Celso, dona Florisberta, é funcionária efetiva no município como professora, e o blogueiro teria usado da sua enorme influência em gestões passadas para se beneficiar fazendo com que a mãe recebesse hora extra sem ao menos trabalhar um único expediente sequer em virtude de não ter condições de trabalho há tempos devido a saúde fragilizada, conforme prova o seu contracheque.
 

Celso recebia ainda o salário de R$ 3.000 do município sendo contratado como cargo comissionado da cidade de Macau, segue imagem do contracheque.



Outra linha de investigação que apura o MP seria o fato de um primo de Celso que é funcionário efetivo do município lotado na secretaria de educação, Marcos Reis da Silva, também residente na cidade de Natal se aproveitando da influência que Celso tinha no governo recebia dos cofres públicos todo mês o salário sem dar expediente, o famoso funcionário fantasma.
Celso Amâncio e o primo Marcos Reis
                 
Contracheque de Marcos Reis
 
É fato público e notório em toda a cidade de Macau que Celso Amâncio tinha enorme influência durante gestões passadas e o Ministério Público investiga também as vantagens que o blogueiro tinha na cidade de Macau e em outras cidades como Mossoró e na capital do estado por exemplo, chegando a ter sua alimentação paga pelos cofres públicos em restaurantes caros da cidade,hospedagem em bons hotéis, inclusive tendo a sua disposição durante todo o período de carnaval um hotel inteiro alugado para acomodar seus parentes e amigos da capital do estado com todas as despesas bancadas pela prefeitura de Macau,  o hotel em questão é o antigo  Souza Center no centro da cidade de Macau. A denúncia fala também da contratação do Hotel Garbos em Mossoró, com o intuito de divulgar o carnaval de Macau e que Celso teria como em outras contratações recebido uma gratificação pelo intermédio. As denúncias que o MP investiga dão conta também que Celso Amâncio recebia uma parte do dinheiro que a prefeitura pagava nos aluguéis de salas para reuniões em natal, contratações de fotógrafos renomados no estado, empresas de filmagens, comissões de secretários que o mesmo indicava ao ex-prefeito Kerginaldo Pinto, como por exemplo a ex-secretária de saúde Denise Aragão que teria feito aquisições de medicamentos com o prazo de validade quase vencido, não dando tempo de distribuir os medicamentos a população e passada a validade todos os medicamentos eram jogados no lixo deixando assim um rombo de quase 1 milhão de reais em remédios vencidos nos cofres públicos de Macau, comissões em alugueis de balões de festas para enfeitar os eventos de carnaval da cidade de Macau, comissões em aquisição de buffet para camarotes pagos pela prefeitura no carnaval, compra superfaturada de sacolas plásticas no valor de 6 mil reais para embalar peixes distribuídos na semana santa, além de vários contratos na Prefeitura Municipal de Macau para amigos  do seu interesse. Caso as provas e evidências que o ministério público investiga se corroborarem, Celso poderá ser incluído nas operações Máscara Negra e Maresias do Ministério Público que já levaram ex-prefeitos e assessores a serem processados e até presos. 

Privilégios na churrascaria Sal e Brasa


Celso é acusado na denúncia ainda de receber também comissões na famosa e cara churrascaria Sal e Brasa na cidade de Natal quando organizava o lançamento do carnaval de Macau para a imprensa estadual. Em virtude do intermédio feito por Celso entre a prefeitura de Macau e a Churrascaria Sal e Brasa, Celso teria fechado a churrascaria para ter exclusividade na realização da sua festa de aniversário no ano de 2013, festa para mais de 100 convidados, o MP apura se tal aniversário foi pago com dinheiro público oriundo do município de Macau, a festa teve a presença de diversas figuras ilustres do cenário político do RN. O aniversário ocorreu no dia 08 de abril de 2013 após o carnaval e segundo a denúncia formulada no MP os gastos ficavam embutidos após o lançamento do carnaval na mesma churrascaria. Segue algumas fotos do dito aniversário. 
Empresários da TCL George e Mequinho e o atual vice prefeito de Macau Rodrigo Aladim
                       
O deputado Ricardo Mota na época presidente da assembléia legislativa, Celso Amâncio e o jornalista Rodrigo Loureiro
                    
O deputado federal Rafael Mota, o ex-prefeito de Macau Kerginaldo Pinto e o vereador Luiz Almir

AS INFORMAÇÕES SÃO DO BLOG É ISSO AÍ MACAU ESCRITO POR LEANDRO DE SOUZA

Nenhum comentário:

Postar um comentário